Notícias » Arte

Após leilão, A Caipirinha, de Tarsila do Amaral, é vendida por R$ 57,5 milhões

O leilão ocorreu na última quinta-feira, 17, com o quadro arrematado por um colecionador brasileiro

Giovanna Gomes Publicado em 19/12/2020, às 11h02

Quadro de Tarsila do Amaral
Quadro de Tarsila do Amaral - Divulgação/Rovena Rosa/Agência Brasil

O famoso quadro "A Caipirinha", da artista Tarsila do Amaral, foi leiloado e arrematado ontem por R$ 57, 5 milhões, de acordo com informações da galeria que realizou o evento. A disputa de lances durou cerca de 15 minutos e o quadro foi adquirido por um colecionador brasileiro.

O leilão se deu após decisão judicial, já que a obra pertencia a Salim Taufic Schahin, nome envolvido na polêmica Operação Lava Jato. A família de Salim tentou barrar o evento depois que 13 bancos entraram na Justiça tentando tomar os 'bens' diante das dívidas milionárias.

Contudo, no início do mês de dezembro, o ministro do STJ Moura Ribeiro não aceitou o pedido de tutela provisória que tinha como objetivo realizar a suspensão do leilão, mas ordenou o bloqueio do valor que seria pago até o julgamento do recurso.

Agora o dinheiro permanecerá em uma conta do Tribunal de Justiça de São Paulo até que um recurso feito por um familiar do empresário seja analisado.

A obra foi realizada em Paris em 1923 e depois enviada por Tarsila para sua família no Brasil. Junto do quadro, ela escreveu uma carta em que dizia que queria "ser a caipirinha de São Bernardo, brincando com bonecas de mato, como no último quadro que estou pintando".