Notícias » Família Real Britânica

Após a morte de Philip, Meghan Markle falou com Elizabeth, diz site

Por motivos de saúde, Duquesa de Sussex não participou do velório do Duque de Edimburgo que acontece hoje, 17

Fabio Previdelli Publicado em 17/04/2021, às 11h51

None

Por motivos de saúde, Meghan Markle não comparecerá no funeral do príncipe Philip, que ocorre neste sábado, 17, em St. George, a capela gótica do século 15 localizada no Castelo de Windsor de quase mil anos, cerca de 50 quilômetros a oeste de Londres. 

Porém, mesmo assim, a Duquesa de Sussex fez questão de prestas suas condolências à Elizabeth II pela perda do marido, que é avo Harry, conforme relata notícia publicada pelo portal americano Us Weekly.  

Segundo o site, uma fonte afirmou que “Meghan e Harry falaram com a Rainha para expressas suas condolências” no dia seguinte que a notícia foi confirmada pelo Palácio de Buckingham. Além disso, o casal dedicou a página inicial de sua organização sem fins lucrativos, a Archewell, para prestar uma homenagem ao Duque de Edimburgo. 

A mensagem dizia: “Em amorosa memória de Sua Alteza Real, o Duque de Edimburgo, 1921-2021. Obrigado pelo seu serviço ... Sentiremos muito a sua falta”. 

Sobre o funeral

De acordo com informações publicadas no último dia 9, pelo jornal O Globo, o funeral de Philip acontecerá em uma cerimônia reduzida, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

Contudo, anteriormente Philip já havia pedido para que o evento acontecesse de maneira discreta, o requerimento do duque será atendido. A cerimônia será realizada hoje, 17, às 15 horas do horário local (ou 11h de Brasília), em St. George, a capela gótica do século 15 localizada no Castelo de Windsor de quase mil anos, cerca de 50 quilômetros a oeste de Londres.

"O funeral não será de Estado e não haverá um velório aberto ao público. O corpo de Sua Alteza será levado ao Castelo de Windsor antes do funeral na Capela de São Jorge. Isso está de acordo com os costumes e os desejos de Sua Alteza [...] Os arranjos para o funeral foram revisados ​​decorrentes das decorrentes da pandemia da Covid-19 e com pesar pedimos ao público que não tente participar dos atos”, revelou o comunicado oficial do Colégio de Armas de Londres.

Apesar disso, alguns protocolos ainda foram seguidos. O Reino Unido, por exemplo, ficou oficialmente de luto, as bandeiras por lá estão a meio mastro e os jornalistas de televisão usam traje preto, para mostrar respeito ao príncipe, como pede a tradição.

Sobre Philip

Nascido em 10 de junho de 1921, o PríncipePhilip da Grécia e da Dinamarca, teve uma infância errante e conturbada, na juventude, ele descobriu sua vocação quando entrou para a Marinha britânica.

O homem se casou com a então princesa Elizabeth em 1947, na ocasião, continuou seu trabalho como militar, mas, renunciou ao cargo após a esposa assumir o trono britânico, em 1952. O relacionamento rendeu quatro filhos: Charles, Anne, Andrew e Edward. Philip tinha oito netos e iria completar 100 anos em junho.