Notícias » África

Após morte e desaparecimento, peixe da sorte da Zâmbia é costurado. Veja o vídeo!

O peixe Mafishi servia como uma espécie de amuleto para estudantes da Copperbelt University e faleceu há duas semanas

Penélope Coelho Publicado em 14/09/2020, às 12h47

Peixe da sorte
Peixe da sorte - Divulgação / Edgar Lungu / Faceboo

Um caso curioso vem tomando conta das manchetes de Zâmbia nos últimos dias: trata-se da história de um peixe da sorte chamado Mafishi. De acordo com as lendas locais, o animal tinha o poder de ajudar os alunos da Copperbelt University, antes das temidas provas.

O peixe que teria cerca de 22 anos de idade vivia no lago da universidade até que faleceu há duas semanas. A morte de Mafishi causou comoção até no presidente do país Edgar Lungu, que usou suas redes sociais para lamentar o ocorrido.

Porém, uma reviravolta nessa história chocou os universitários: os restos mortais do animal desapareceram do freezer em que estava guardado após sua morte. De acordo com informações da BBC, depois de uma investigação lançada pela universidade, o animal foi encontrado na geladeira da casa de um trabalhador.

Na ocasião, Mafishi já estava sem escamas e, além disso, havia sido cortado em pedaços, provavelmente para servir de alimento. Agora, o peixe passou por um processo para ser costurado: “O exercício de restauração começou, mas faltam algumas peças. Eles provavelmente estão na barriga de algumas pessoas em algum lugar”, afirmou o professor Naison Ngoma, em entrevista a BBC.

Confira o vídeo da restauração do peixe.