Notícias » Estados Unidos

Após nadar por uma hora, menino de 7 anos salva pai e irmã de correnteza

O garoto teve de boiar em alguns momentos para não se cansar antes de chegar na costa do rio St. Johns, na Flórida, EUA

Pamela Malva Publicado em 02/06/2021, às 08h00

Imagem meramente ilustrativa de crianças brincando em rio
Imagem meramente ilustrativa de crianças brincando em rio - Divulgação/ Pixabay/ Kimulechka

Na última sexta-feira, 28, o pequeno Chase, de 7 anos, fazia um passeio com o pai e a irmã quando algo inesperado aconteceu. Atracados no rio St. Johns, na Flórida, as crianças brincavam na água quando Abigail, de 4 anos, foi levada pela correnteza.

Em entrevista à CNN, Steven Poust, o pai das crianças, disse que seus filhos nadavam na parte de trás do barco da família momentos antes da menina ser engolida pela água. Na mesma hora, Chasetentou salvar a irmã, mas ficou preso na embarcação.

Sem pensar duas vezes, Steven pulou na água e começou a nadar na direção da filha, enquanto dizia para o filho de 7 anos buscar ajuda na costa. "Eu disse a ele que o amava porque não tinha certeza do que iria acontecer", narrou o homem.

Fotografia de Steven junto dos filhos Chase e Abigail / Crédito: Divulgação/CNN WKXT

 

Decidido a salvar o pai e a irmã, então, o menino começou a nadar. Chase levou uma hora para chegar na costa mais próxima de onde estavam. À CNN, ele narrou que flutuou de costas para não se cansar e, quando alcançou a terra firme, procurou a casa mais próxima para pedir ajuda de algum adulto, que acionou as autoridades.

Depois dos esforços do garoto, o Departamento de Bombeiros e Resgate de Jacksonville (JFRD) iniciou as buscas por Steven e Abigail. Pai e filha foram encontrados algum tempo depois, a cerca de 3 km de onde o barco estava atracado.

“Tínhamos todos os recursos possíveis para vir rapidamente e estamos felizes em dizer que os três foram recuperados e estão bem", comemorou Eric Prosswimmer, porta-voz do JFRD, em entrevista coletiva. "Não podíamos ter um resultado melhor."