Notícias » Brasil

Após passar 10 dias internada, idosa de 103 anos vence a Covid-19

De acordo com os médicos, Maria do Carmo da Silva não evoluiu para um quadro mais grave já que recebeu as duas doses da vacina

Penélope Coelho Publicado em 16/04/2021, às 10h53

Maria do Carmo da Silva deixando o hospital
Maria do Carmo da Silva deixando o hospital - Divulgação/Arquivo Pessoal/Rita Maria Monteiro

Uma idosa de 103 anos, moradora de Praia Grande, litoral de São Paulo, teve um desfecho feliz em sua história, após vencer a Covid-19. As informações foram publicadas na última quinta-feira, 15, pelo G1.

Segundo revelado na publicação, Maria do Carmo da Silva contraiu a doença no final de março. A mulher ficou internada por dez dias no Hospital de Campanha Falcão, no dia 2 de abril precisou ser encaminhada para a UTI do Hospital Irmã Dulce.

Na ocasião, os médicos constataram que Silva teve 70% dos pulmões acometidos pelo vírus. De acordo com os profissionais que cuidaram da idosa, ela não precisou ser intubada e realizou o tratamento com uma máscara não-reinalante, que ajudou na recuperação de seus pulmões.

Segundo a filha de do Carmo, Rita Maria Monteiro, a mulher já havia tomado as duas doses da vacina CoronaVac contra a doença, a primeira em 13 de fevereiro e a última em 6 de março. De acordo com os médicos, a vacina foi de extrema importância para a melhora da idosa, além de evitar que o vírus evoluísse para um quadro mais grave — o que poderia levar à morte de Maria.