Notícias » Personagem

Após polêmicas negacionistas no Spotify, Harry e Meghan se pronunciam

A fundação do casal tem um contrato exclusivo com a plataforma de streaming; entenda o caso

Penélope Coelho Publicado em 01/02/2022, às 14h21

Harry e Meghan, em 2018
Harry e Meghan, em 2018 - Getty Images

Após o cantor Neil Young retirar suas músicas do serviço de streaming Spotify, por não querer que sua arte seja compartilhada na mesma plataforma em que informações falsas são propagadas, o príncipe Harry e Meghan Markle também se pronunciaram sobre o assunto.

Sabe-se que a decisão de Neilfoi motivada pela exibição do podcast de Joe Rogan no serviço de streaming. O ‘The Joe Rogan Experience’ ficou conhecido por criticar a vacinação em meio à pandemia de covid-19 e por compartilhar informações que vão contra as recomendações científicas.

Em nota, um porta-voz da fundação Archewell, de Harry e Meghan, falou sobre a preocupação do duque e da duquesa de Sussex a respeito das desinformações compartilhadas na plataforma.

De acordo com informações publicadas na última segunda-feira, 30, pelo jornal Folha de São Paulo, a empresa tem um contrato exclusivo com a fundação do casal.

Continuamos expressando nossas preocupações ao Spotify para garantir que mudanças em sua plataforma sejam feitas para ajudar a lidar com essa crise de saúde pública [...] Esperamos que o Spotify atenda a esse momento e estamos comprometidos em continuar nosso trabalho juntos”, escreveu o porta-voz.