Notícias » Rússia

Após protagonista gay em curta, Rússia envia alerta para a Disney

Dirigido por Steven Clay Hunter, o curta-metragem foi lançado apenas no Disney+, mas acabou gerando polêmicas no país

Pamela Malva Publicado em 31/05/2021, às 17h00

Fotografia do portão de entrada para os Walt Disney Studios, na Califórnia
Fotografia do portão de entrada para os Walt Disney Studios, na Califórnia - Coolcaesar/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Em 2020, o Disney+, serviço de streaming da gigante do entretenimento, lançou o curta-metragem ‘Out’, que tem um protagonista homossexual. Nesta segunda-feira, 31, então, a Roskomnadzor, agência reguladora de comunicações da Rússia, enviou um alerta a Walt Disney Co. pedindo que ela não distribua o conteúdo, segundo o UOL.

Acontece que, para a agência russa, o curta lançado na plataforma de streaming pode ser considerado prejudicial às crianças da nação. Dessa forma, o órgão regulador encaminhou uma carta para o gigantesco estúdio norte-americano.

No documento, a Roskomnadzor pontua que a legislação russa não permite qualquer distribuição de conteúdos que "negam valores familiares e promovem relacionamentos sexuais não tradicionais” para os pequenos, como supostamente teria feito o curta.

Tal lei existe desde 2013 e realmente proíbe a disseminação de “propaganda de relacionamentos sexuais não tradicionais”. Para grupos que defendem os direitos humanos, contudo, a legislação apenas aumenta o preconceito contra a comunidade LGBTQIA+, sendo que as relações homossexuais já são legais no país.