Notícias » Brasil

Após Queiroga testar positivo para covid-19, Anvisa pede que comitiva de Bolsonaro também faça quarentena

Após o caso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária realizou uma série de recomendações

Redação Publicado em 22/09/2021, às 09h49

Bolsonaro discursando em Nova York
Bolsonaro discursando em Nova York - Getty Images

Na manhã desta quarta-feira, 22, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou uma série de recomendações para todos os membros da comitiva de Jair Bolsonaro, que foram com o presidente à Nova York e tiveram contato com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Segundo informado pelo jornal O Globo, a orientação sanitária em meio à pandemia foi enviada para a Casa Civil e acontece após Queiroga ter sido diagnosticado com o novo coronavírus, na noite da última terça-feira, 21.

Sabe-se que o ministro terá que permanecer em quarentena por 14 dias, em Nova York.

Em uma lista de orientações para a Presidência da República, a Anvisa orienta que o desembarque da equipe aconteça com o mínimo de exposição de ambientes e pessoas.

Além disso, também foi recomendado isolamento de 14 dias para os integrantes, o pedido é para que eles permaneçam isolados na cidade de desembarque e também refaçam os testes no Brasil.

Até o momento em que essa reportagem vai ao ar, o presidente — que foi à Nova York para discursar na abertura da Assembleia Geral da ONU, na última terça-feira, 21 — ainda não deu uma resposta a respeito do assunto.