Notícias » Brasil

Após ser alvo de mandado de busca e apreensão, deputado Otoni de Paula fala sobre o caso

Em suas redes sociais o político informou que continuará com seu posicionamento, sem recuar “um milímetro”

Redação Publicado em 20/08/2021, às 10h29

Otoni de Paula
Otoni de Paula - Divulgação/Youtube/Otoni de Paula

De acordo com informações publicadas nesta sexta-feira, 20, pelo portal de notícias UOL, nesta manhã o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) foi alvo de um mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal, em uma operação autorizada pelo Supremo Tribunal Federal.

Em suas redes sociais, o político conhecido por apoiar o presidente Jair Bolsonaro falou sobre o caso e afirmou que não irá recuar “um milímetro” em relação aos seus posicionamentos.

 

O mandado em questão busca investigar eventuais crimes de incitação à violência através das redes sociais, que possam ameaçar a democracia, o Estado de Direito e suas instituições, como informou a PF.

Sabe-se que em julho de 2020, Otoni foi denunciado por supostos crimes de difamação, injúria e coação em vídeos com ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes, através das redes sociais.

A polícia cumpriu mais 28 mandatos, incluindo um contra o cantor sertanejo Sérgio Reis, que recentemente teve o nome envolvido em polêmicas ao tentar convocar uma paralização de caminhoneiros em apoio ao presidente do Brasil.