Notícias » Brasil

Após ser baleado, 'hipster da Federal' avisou que era policial

Lucas Soares, de 36 anos, foi morto após invadir uma residência nesta quinta-feira, 3

Redação Publicado em 03/03/2022, às 13h33

Lucas Soares Dantas Valença, o hipster da Federal
Lucas Soares Dantas Valença, o hipster da Federal - Divulgação / Instagram

Lucas Soares Dantas Valença, o "hispter da Federal", teria gritado avisando que era policial federal após ser baleado. O agente, quem tinha 36 anos, foi morto nesta quinta-feira, 3, após invadir uma casa localizada em uma chácara em Buritinópolis, no centro de Goiás.

Familiares e amigos de Lucas relataram à Polícia Militar que o servidor se encontrava em surto psicótico desde ontem e que ele teria gritado do lado de fora da residência dizendo que "havia um demônio" dentro da propriedade, antes de invadi-la.

De acordo com informações do G1, Lucas ficou conhecido como "hipster da Federal" depois de escoltar o então deputado federal Eduardo Cunha, em Brasília, durante a prisão do político, em 2016.

Conforme informou o delegado Adriano Jaime, responsável pelo caso, o morador que atirou em Lucas foi preso por posse irregular de arma de fogo, mas pagou fiança e agora espera a conclusão da investigação em liberdade.

"Como as circunstâncias do fato indicam que o autor agiu em legítima defesa, estava dentro da sua casa e defendendo a família, optamos por continuar as investigações somente por meio de inquérito", disse o delegado. O Instituto de Criminalística, que já deu início à perícia no local, em breve deverá fornecer maiores detalhes sobre o caso.