Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Rage Against the Machine

Após show do Rage Against the Machine, fãs reclamam de 'posicionamento político'

Em primeiro show após 11 anos, Rage Against the Machine desagradou fãs por 'letras políticas'

Redação Publicado em 13/07/2022, às 18h10

Frase 'aborte a Suprema Corte', exposta em telão durante show de Rage Against the Machine - Divulgação/YouTube/Rage Live
Frase 'aborte a Suprema Corte', exposta em telão durante show de Rage Against the Machine - Divulgação/YouTube/Rage Live

Rage Against the Machine é uma banda de rock que foi fundada em Los Angeles, na Califórnia, em 1991, e desde sempre tinham um viés extremamente político de esquerda em suas letras. Na última semana, no entanto, a banda realizou um show de reunião após 11 anos separados, e o evento desagradou alguns dos antigos fãs.

O grupo formado por Zack de la Rocha, Tom Morello, Tom Commerford e Brad Wilk realizou um show no último sábado, 9, em Wisconsin. Durante a apresentação, diversas imagens apareciam no telão ao fundo, mostrando a banda, a plateia e até mesmo algumas frases e vídeos que contextualizavam as letras das músicas.

Imagem de show do Rage Against the Machine realizado no último sábado, 9
Imagem de show do Rage Against the Machine realizado no último sábado, 9 / Divulgação/YouTube/shinepigeon

Mais próximo ao fim do show, enquanto a banda tocava o hit 'Freedom', surgiram no telão frases que compunham uma mensagem em crítica à Suprema Corte dos Estados Unidos e a recente decisão de permitir que os estados proibam o aborto legal — sendo o Wisconsin, onde ocorria o show, um dos estados que aplica a restrição. Sem que os músicos falassem nada, a mensagem no telão falava por si só.

Nascimento forçado no único país rico do mundo que não garante licença parental remunerada a nível nacional. Nascimento forçado em um país onde a mortalidade materna é duas a três vezes maior para mulheres negras do que para as brancas. Nascimento forçado em um país onde a violência armada é a principal causa de morte entre crianças e adolescentes. Abortem a Suprema Corte", dizia.

Antes do show, ainda, o grupo já havia anunciado uma doação de quase meio milhão de dólares para organizações de direitos reprodutivos nos estados norte-americanos de Winsconsin e Illinois, como informado pelo portal Tenho Mais Discos Que Amigos.

"Tempos pré-políticos"

Apesar de o Rage Against the Machine já ser uma banda conhecida pelas letras que criticam de forma direta e dura o sistema político dos Estados Unidos, além de outras questões sociais, alguns 'fãs' se incomodaram com o posicionamento político da banda, evidente no show e nas letras das músicas.

Entre os comentários, uma pessoa diz que "eles [a banda] deveriam continuar apenas tocando música e fazendo coisas assim. Não há nada pior do que pagar para assistir a um show e receber uma aula sobre as crenças políticas da banda."

Outro fã ainda ironizou: "tô aqui escutando os tempos pré-políticos do Rage Against The Machine. Não era legal quando eles só tocavam guitarra alto pra caramba?", enquanto publicava um trecho da música 'Know Your Enemy' — música que aponta a ignorância, a hipocrisia, a brutalidade e a elite como inimigos do povo.