Notícias » Mundo

Após supostos testes de mísseis da Coreia do Norte, Biden afirma: 'Haverá resposta consistente'

O presidente dos Estados Unidos garantiu que caso a escalada de provocações prossiga, haverão consequências

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/03/2021, às 10h53

Montagem com Kim Jong-un à esquerda e Joe Biden à direita
Montagem com Kim Jong-un à esquerda e Joe Biden à direita - Divulgação

Na última quinta-feira, 25, a Coreia do Norte teria disparado dois mísseis balísticos no mar, o que foi considerado por muitos como uma provocação aos Estados Unidos.

Os supostos testes militares geraram uma resposta do presidente dos EUA, Joe Biden, no mesmo dia. Ele prometeu uma “resposta consistente” no caso do país asiático prosseguir testando mísseis. A informação foi repercutida pelo UOL nesta sexta-feira, 26. 

"Estamos consultando nossos sócios e aliados. Haverá uma resposta consistente se optarem por uma escalada dos testes", declarou o chefe de estado norte-americano, que estava tendo sua primeira coletiva de imprensa desde que assumiu o governo. 

Vale dizer que o Conselho de Segurança da ONU já proibiu a continuidade dos programas de armas norte-coreanos, e o país é inclusive punido através de diversas sanções internacionais por prosseguir desenvolvendo dispositivos bélicos. 

Biden afirmou ainda que a Coreia do Norte era o principal assunto de política externa com o qual ele precisava lidar.

Sobre o Joe Biden 

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer à presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.