Notícias » EUA

Após Trump reclamar do cabelo, EUA flexibiliza padrões de energia de chuveiros

'Não sei o de vocês, mas o meu cabelo tem que estar perfeito', declarou o político na ocasião

Giovanna Gomes Publicado em 16/12/2020, às 09h38

Donald Trump, presidente dos EUA
Donald Trump, presidente dos EUA - Wikimedia Commons

Na última terça-feira, 15, o Departamento de Energia dos Estados Unidos definiu duas regras que flexibilizam os padrões de energia de eletrodomésticos no país, após Donald Trump reclamar que alguns chuveiros não enxáguam seu cabelo adequadamente. As medidas revertem leis que limitam o consumo e a produção de petróleo, gás e carvão.

A primeira dessas medidas refere-se aos chuveiros, atendendo ao pedido de Trump. Já a segunda permite que algumas máquinas de lavar e secar roupas consumam mais energia e água.

Segundo Dan Brouillette, secretário de Energia do país, agora "os norte-americanos podem escolher os produtos mais adequados para atender às suas necessidades individuais e às necessidades de suas famílias."

A declaração de Trump foi dada em julho, durante um evento na Casa Banca. Na ocasião, o presidente reclamou que o fluxo da água dos chuveiros não era forte o suficiente para ele. "Então o que você faz? Só fica lá parado mais tempo ou toma um banho mais longo? Porque o meu cabelo, não sei o de vocês, mas o meu cabelo tem que estar perfeito", afirmou.

Sobre Donald Trump

Donald Trump nasceu e cresceu no Queens, entre seus quatro irmãos. Seu pai, Fred, é descendente de imigrantes alemães, enquanto sua mãe, Mary Anne, migrou da Escócia em 1930. Na faculdade, recebeu o diploma de bacharelado em economia, pela Wharton University of Pennsylvania, em 1968.

Aos 25 anos, recebeu a empresa de imóveis e construção de seu pai. À frente da Trump Organization, Donald recebeu o título de magnata. Em 2015, anunciou sua nomeação para a presidência dos EUA pelo Partido Republicano.

Durante sua campanha, Trump usou de discursos de cunho populista e anti-imigração, sempre lembrando seu lema: “Make America great again”. Em 2016, o republicano derrotou a democrata Hillary Clinton e se tornou o 45º Presidente dos Estados Unidos. Aos 70 anos, ele foi a pessoa mais velha a assumir o cargo.