Notícias » Brasil

Após vender todas as trufas e cair em golpe ao receber nota falsa de R$ 100, menino de 13 anos recebe doações

A mãe do garoto afirma que ele irá investir em educação com a ajuda que recebeu. Relembre o caso, que na última semana chamou atenção nas redes sociais!

Penélope Coelho Publicado em 04/06/2021, às 09h44

Imagem da nota falsa, que foi rasgada pela mãe do garoto
Imagem da nota falsa, que foi rasgada pela mãe do garoto - Divulgação/G1/Arquivo Pessoal

De acordo com informações publicadas na última quinta-feira, 3, pelo G1, após a repercussão do caso de um adolescente de 13 anos, que perdeu todas as trufas que vendia, depois uma mulher usar uma nota falsa de R$ 100 para 'comprar' os produtos, o jovem morador de Jundiaí, no interior de São Paulo, vem recebendo doações.

A mãe do garoto — que não teve a identidade revelada — afirmou em entrevista ao portal, que moradores de diversas partes do Brasil entraram em contato para oferecerem ajuda, após a divulgação do comovente caso.

De acordo com a mãe do menino, as doações que o garoto recebeu irão auxiliar na educação do adolescente, que pretende investir em cursos:

"Nos ligaram e nos fizeram algumas transferências de dinheiro. Com o valor que arrecadamos eu disse que ele fará cursos, como algo para informática e aprender inglês”, revelou.

Relembre o caso

No final de semana do dia 22 de maio, um jovem de 13 anos estava vendendo doces em um semáforo na região do Retiro em Jundiaí, no interior de São Paulo. Naquele dia, parecia que ele tinha tirado a sorte grande: vendeu R$ 100 de trufas para apenas uma pessoa.

De acordo com a mãe do garoto, o filho gosta de vender as trufas para conseguir uma renda própria, a mulher afirmou que o menino estuda em um colégio localizado em uma região próxima do semáforo onde faz as vendas. "Eu sempre sei onde meu filho está e às vezes ele compra alguns alimentos para a casa com o dinheirinho dele", disse em entrevista ao portal de notícias G1. 

Na recente ocasião, uma motorista parou o menino e comprou uma quantidade enorme de guloseimas, — tudo o que estava vendendo —, entregando-o uma nota de cem reais.  O adolescente ficou extremamente feliz, ao conseguir tal valor em apenas uma venda.

No entanto, no último dia, 27, ele percebeu que tratava-se de uma nota falsa. Para comprovar o que estava pensando, foi até um supermercado localizado na região para que os funcionários pudessem testar a veracidade do papel, que verificaram a informação. Na última semana, a história do garoto foi repercutida pela mídia e comoveu os brasileiros nas redes sociais.