Notícias » Afeganistão

Apresentando telejornal, jornalista afegã recebe ligação do Talibã: 'Não queremos confusão'

Yalda Hakim, apresentadora da BBC, iniciou uma entrevista repentina com porta-voz do grupo extremista

Redação Publicado em 17/08/2021, às 12h12 - Atualizado às 12h13

A jornalista da BBC Yalda Hakim
A jornalista da BBC Yalda Hakim - Divulgação/BBC

Enquanto apresentava um telejornal ao vivo, a jornalista da BBC Yalda Hakim, que nasceu no Afeganistão mas vive na Austrália desde criança, atendeu uma ligação de um porta-voz do grupo extremista Talibã. As informações são do UOL.

O caso aconteceu no último domingo, 15, enquanto a apresentadora relatava os acontecimentos mais importantes do momento. Ela recebeu a ligação e, depois de perceber do que se tratava, colocou o celular próximo do microfone para transmitir o áudio aos telespectadores.

Foi então que Hakim iniciou uma entrevista repentina com Suhail Shaheen, jornalista e político que atua como um dos representantes da organização que retomou o controle do Afeganistão depois de 20 anos. 

Na chamada, realizada ao vivo durante o telejornal, Shaheen estava comemorando a vitória do domínio na capital Cabul enquanto era questionado pela jornalista sobre os acontecimentos do país. 

"Não queremos confusão. Garantimos ao povo do Afeganistão na cidade de Cabul que suas propriedades e suas vidas estão seguras", afirmou o porta-voz do Talibã à apresentadora.

Ele ainda completou a fala: "Nossa liderança instruiu nossas forças a permanecer no portão de Cabul, não a entrar na cidade. Estamos aguardando uma transferência pacífica de poder".

No Twitter, o episódio viralizou. A repórter da BBC Stephanie Hegarty postou um trecho da entrevista e escreveu: “Ter o porta-voz do Taleban em seu próprio telefone durante uma apresentação ao vivo. Yalda Hakim acertou em cheio, ao mesmo tempo que lida com uma história incrivelmente perturbadora. Uau”.