Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Megacidade futurista

Arábia Saudita planeja megacidade de arranha-céus

O projeto urbano é um dos mais ambiciosos já idealizados

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/07/2022, às 12h09

Imagens promocionais que mostram como será a cidade - Divulgação/ Instagram/ @discoverneom
Imagens promocionais que mostram como será a cidade - Divulgação/ Instagram/ @discoverneom

O governo da Arábia Saudita liberou nesta semana mais imagens promocionais do The Line (ou "A Linha", em tradução livre), um projeto urbano que pretende erguer dois arranha-céus espelhados que, juntos, se estenderiam por 200 metros de largura e impressionantes 160 quilômetros de comprimento. 

A futurista megacidade de formato inusitado, que atualmente só existe como ideia, foi batizada de "Neom", e teria a capacidade de abrigar 9 milhões de pessoas. Seu planejamento foi proposto pela primeira vez em 2017, e, ainda hoje, surpreende por suas características, que parecem saídas de um filme de ficção científica. 

Esse é o objetivo principal da construção da Neom: aumentar a capacidade da Arábia Saudita para acomodar pessoas (...) E já que estamos fazendo isso do zero, por que devemos copiar cidades normais?”, explicou o príncipe saudita, Mohammed bin Salman, na última segunda-feira, 25, de acordo com o The Guardian. 

O empreendimento, que foi idealizado pelo governante com base em estimativas de um grande crescimento populacional no país, tem um aspecto ecológico, pretendendo ter emissões neutras de carbono, ser livre de carros, e funcionar de maneira quase que inteiramente sustentável. Além disso, teria seu próprio microclima.

Confira abaixo um vídeo recente sobre a Neom: 

Construção multibilionária 

Segundo estimativas divulgadas pela Arábita Saudita e repercutidas pelo The Guardian, a primeira fase da construção da megacidade linear custará cerca de 269 milhões de dólares, sendo financiada pelo governo e por investidores privados. O projeto pode ainda gerar até 380 mil empregos, o que seria útil para a juventude saudita, que atualmente enfrenta uma crise de desemprego. 


+O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir!