Notícias » Estados Unidos

Armeira de 'Rust' processa fornecedor de armas após morte em set

Um disparo acidental nos bastidores da produção matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins

Wallacy Ferrari Publicado em 13/01/2022, às 16h31

Imagem de Alec e Halyna momentos antes do disparo ser efetuado, como revelou funcionário
Imagem de Alec e Halyna momentos antes do disparo ser efetuado, como revelou funcionário - Divulgação / Instagram / Serge Svetnoy

A armeira responsável por disponibilizar as armas cenográficas durante a filmagem do western “Rust”, Hannah Gutierrez Reed, está processando o fornecedor de objetos cenográficos que possuía convênio com a produção, apontando responsabilidade por fornecer munição real e não fictícia.

A abertura do processo jurídico se deu na última quarta-feira, 12, e pede uma indenização não especificada após o disparo acidental do astro Alec Baldwin, que ensaiava uma cena durante os bastidores da produção e acabou atirando contra a diretora de fotografia, Halyna Hutchins, e o diretor, Joel Souza. Halyna faleceu em decorrência da perfuração.

O caso ocorreu outubro de 2021, quando o fornecedor ainda era Seth Kenney e de sua empresa, PDQ Arm and Prop LLC, agora alvos de um processo aberto na Justiça estadual do Novo México, onde a obra era rodada. O homem foi procurado por veículos de imprensa norte-americanos para comentar o caso, mas não se pronunciou.

Reed acrescenta no processo que as balas que usou para municiar a arma vieram rotuladas como “munição inerte”, ou seja, sem poder de perfuração, contando apenas com a capsula vazia, mas com o dobro de pólvora para proporcionar o efeito de explosão no cano.