Notícias » Arqueologia

Arqueólogo encontra quatro aldeias submersas da Idade Média

Uma pesquisa de cinco anos resultou na descoberta de assentamentos perdidos nos Países Baixos

Alana Sousa Publicado em 26/10/2020, às 13h30

Imagem aérea do local onde as aldeias estavam durante a Idade Média
Imagem aérea do local onde as aldeias estavam durante a Idade Média - Divulgação/Yftinus van Popta

Quatro aldeias submersas foram encontradas na região de Noordoostpolder, nos Países Baixos. A descoberta é considerada rara, dado que só existiam outros dois assentamentos medievais nas proximidades. A informação foi divulgada pela emissora local Omroep Flevoland.

Após cinco anos de pesquisa, o arqueólogo Yftinus van Popta, da Universidade de Groningen, localizou os quatro assentamentos, datados dos séculos 10 e 11. As vilas da Idade Média agora se juntam a Urk e Schokland, como locais habitados no Golfo Zuiderzee.

Possível localização dos assentamentos / Crédito: Yftinus van Popta

 

Chamadas de aldeias afogadas, elas eram usadas para agricultura pelos habitantes — além da possibilidade de terem sido um centro comercial. As atividades permaneceram até os assentamentos serem engolidos pela água, graças à localização que tornava as aldeias vulneráveis a tempestades.

Definir com exatidão o local das aldeias é um trabalho difícil, isso, pois, o solo foi profundamente afetado ao longo dos anos. Agora, Van Popta afirma que a área será mais estudada, para que novas revelações venham à tona: “Na verdade, garantimos que não seria mais permitido cavar na área. Os agricultores ainda podem arar até 30 centímetros de profundidade, mas antes de construir um novo celeiro, por exemplo, eles têm que fazer pesquisas. No ano que vem eu quero para ver se podemos fazer pesquisas mais direcionadas nas aldeias submersas”.