Arqueólogos acreditam ter achado a tumba da esposa (e irmã) de Tutancâmon

Líder da busca é o Indiana Jones egípcio Zahi Hawass

Tatiana Bandeira Publicado em 19/07/2017, às 17h59 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h35

O casal em caixa encontrada na tumba de Tutancâmon
O casal em caixa encontrada na tumba de Tutancâmon - Wikimedia Commons

Depois de muitas buscas, um grupo de arqueólogos acredita ter descoberto a localização do túmulo de  Ankhesenamon, esposa da celebridade histórica Tutancâmon - que morreu muito cedo para fazer qualquer coisa importante, mas é o dono da tumba mais completa já encontrada, em 1922. Desde então, a morada final da esposa permanecia um mistério.

O  responsável é quase tão célebre quando o rei: o ex-chefe do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Zahi Hawass, que ficou famoso na década passasda ao aparecer na TV trabalhando de forma mais que entusiasmada, vestido de Indiana Jones. Hawass, que perdeu suas funções no governo durante o rebuliço político da Primavera Árabe, agora é diretor de uma expedição italiana no Vale dos Reis. Ele acredita de coração ter finalmente descoberto a localização da tumba da rainha.

O achado foi perto do túmulo de outro faraó, Ay, o sucessor de Tutancâmon. Disse o arqueólogo à Live Science: "Temos certeza de que há um túmulo lá, mas não sabemos com certeza a quem pertence. Temos essa certeza porque encontrei quatro depósitos de fundação". 

Ele explicou que esses depósitos são “furos no chão que foram preenchidos com objetos como vasos de cerâmica, restos de comida e outras ferramentas como um sinal de que uma construção de túmulo está no começo. Os egípcios antigos costumavam fazer quatro ou cinco depósitos de fundação sempre que começavam a construção de um túmulo". Ele espera obter permissão do governo egípcio para escavar o sítio e confirmar o achado.

Ankhesenamon reinou ao lado de Tutancâmon, que também era seu meio irmão e primo, até a precoce morte do marido, com apenas 18 anos em 1323 aC. Sobrevivendo a ele, casou-se com o sucessor, que vinha a ser também seu avô e tio-avô - o  que está, se Hawass estiver certo, enterrado ao seu lado, Ay.

(Pois é, os faraós gostavam de manter seus negócios em família - e que venham as referências a Game of Thrones! Não que os europeus se saíssem muito melhor.)