Notícias » Reino Unido

Arqueólogos descobrem assassinato na Idade do Ferro durante construção de ferrovia na Inglaterra

Enquanto escavavam um túnel para o progresso do metrô HS2, a equipe se deparou com um monumento rodeando um misterioso cadáver

Wallacy Ferrari Publicado em 11/07/2020, às 10h11

O cadáver encontrado no canteiro de obras
O cadáver encontrado no canteiro de obras - Divulgação / HS2

Uma equipe de arqueólogos realizava escavações como parte do projeto de instalação da ferrovia de alta velocidade HS2, na Wellwick Farm, perto de Wendover, Inglaterra, quando se depararam com um curioso cadáver; o esqueleto, enterrado com a face para baixo e com as mãos unidas sob a pélvis, próximo de um misterioso ornamento circular.

O local de enterro era utilizado para a mesma finalidade durante a Idade do Ferro — cerca de 4 mil anos atrás — mas com evidências arqueológicas que datam do período medieval até o neolítico, adicionando mais dúvidas aos pesquisadores. As evidências relacionadas a Idade do Ferro são mais notáveis — resquícios de uma casa redonda, fossas de lixo e possíveis canetas de animais foram encontradas.

Arqueóloga do projeto, a dra. Rachel Wood, afirmou que o corpo encontrado indica uma possível tragédia: “A morte do homem da Fazenda Wellwick continua sendo um mistério para nós, pois não há muitas maneiras de você acabar no fundo de uma vala, de bruços, com as mãos amarradas. Esperamos que nossos osteologistas sejam capazes de lançar mais luz sobre essa morte potencialmente horrível”.

Imagem aérea do círculo funerário de madeira / Crédito: Divulgação / HS2

 

O monumento circular em torno de seu corpo é composto por postes de madeira alinhados ao solstício de inverno. O círculo mete 65 metros de diâmetro e indica que o ornamento funerário pertenceu a uma pessoa de alta posição na sociedade: “A grande estrutura cerimonial de madeira, o enterro de chumbo romano e o mistério do esqueleto na Fazenda Wellwick ajudam a dar vida ao fato de que as pessoas viviam, trabalhavam e morriam nessa área muito antes de aparecermos”, acrescentou Rachel.