Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem igreja do século 10 durante escavações na Alemanha

De acordo com pesquisadores, o templo foi construído para um imperador. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 09/07/2021, às 07h50

Ruína de igreja do século 10 descoberta na Alemanha
Ruína de igreja do século 10 descoberta na Alemanha - Divulgação/Thomas Koiki/Escritório Estadual de Preservação de Monumentos e Arqueologia Saxônia-Anhalt

De acordo com informações publicadas pela revista Galileu, na última quarta-feira, 7, um grupo de pesquisa conduzido pelo Escritório Estadual de Preservação de Monumentos e Arqueologia da Saxônia-Anhalt, realizou um achado surpreendente na Alemanha.

Segundo revelado na reportagem, recentemente, arqueólogos faziam escavações próximas à região de Helfta, na Alemanha, com objetivo de encontrarem ruínas de um palácio real, contudo, se depararam com outro achado.

Na ocasião, os estudiosos se depararam com uma igreja construída no século 10. De acordo com os especialistas, o templo religioso foi feito em nome do primeiro imperador romano-germânico, Otto I.

As pesquisas apontaram que a igreja era grande e possuía três corredores que mediam cerca de 30 metros de comprimento. Os arqueólogos acreditam que o templo era chamado de Radegundis, para eles, o local foi destruído com a Reforma Protestante, no século 16.

Nas ruínas os especialistas ainda conseguiram encontrar artefatos, como, um crucifixo de bronze datado do século 13, um broche esmaltado do século nove, além de diversas moedas.

Broche do século nove descoberto nas ruínas / Crédito: Divulgação/ Friederike Hertel/Escritório Estadual de Preservação de Monumentos e Arqueologia Saxônia-Anhalt

 

Para os pesquisadores, a igreja descoberta recentemente, já havia sido descrita pelo famoso historiador Thietmar von Merseburg em duas ocasiões, em 1012 e em 1018. De acordo com esses relatos, o imperador esteve presente na inauguração do templo.

Confira a pesquisa completa aqui.