Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem mosteiro ‘perdido’ liderado por rainha notável da Inglaterra Medieval

O local remonta ao século 8 e pode guardar os restos mortais da importante figura do passado

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/08/2021, às 10h43

Escavações que revelaram local do mosteiro do século 8 na Inglaterra
Escavações que revelaram local do mosteiro do século 8 na Inglaterra - Divulgação/Universidade de Reading

Arqueólogos procuram há séculos a localização exata do mosteiro presidido pela rainha Cynethryth, viúva do rei anglo-saxão Offa da Mércia. Agora, eles acreditam ter finalmente encontrado o local do século 8. 

Segundo a BBC, vestígios do mosteiro foram encontrados nas proximidades da Igreja da Santíssima Trindade em Cookham, Berkshire, na Inglaterra. Foram descobertos restos de edifícios de madeira e alguns artefatos curiosos. 

Região da Igreja da Santíssima Trindade que revelou o mosteiro / Crédito: Divulgação/Universidade de Reading

 

Entre eles estavam peças de cerâmica, provavelmente usadas para cozinhar e comer, um broche que poderia ter sido colocado em um vestido, uma pulseira de bronze, restos de comida e muito mais. 

Para identificar o local, os pesquisadores coletaram uma série de dicas históricas sobre onde o mosteiro “perdido” poderia estar. Como eles descobriram, no passado, a região era marcada por uma rede de conventos que seguiam o curso do rio Tâmisa.

As vantagens comerciais eram enormes quando se tinha noção da trajetória seguida pelos vendedores. Além disso, a vila de Cookham também estava na fronteira entre Mércia e Wessex, colocando-a em uma posição ainda mais estratégica.

Trabalho de escavações que identificaram vestígios do mosteiro / Crédito: Divulgação/Universidade de Reading

 

Os especialistas esperam que a identificação do mosteiro liderado pela rainha Cynethryth possa trazer novas informações sobre a importante figura histórica, tão notável que foi a única rainha anglo-saxã conhecida a ser retratada em uma moeda.

"Cynethryth é uma figura fascinante, uma líder feminina que claramente teve um status genuíno e influência durante sua vida”, explicou Gabor Thomas, arqueólogo da Universidade de Reading. 

Ele completou: "Não apenas moedas foram cunhadas com a imagem dela, mas sabe-se que quando o poderoso líder europeu Carlos Magno escreveu aos seus homólogos ingleses, ele escreveu junto ao rei Offa e à rainha Cynethryth, dando a ambos o mesmo status”. 

O especialista afirmou ainda que os envolvidos no achado estavam “emocionados” em encontrar evidências físicas do mosteiro que ela liderou, “que também é muito provável que seja seu lugar de descanso final."

"Os itens que foram descobertos nos permitirão reunir uma impressão detalhada de como os monges e freiras que viviam aqui comiam, trabalhavam e se vestiam", concluiu Thomas.