Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem a origem da misteriosa Tábua de Nazaré

O objeto utilizado para guardar túmulos após a morte de Cristo não seria originário do Oriente Médio como indicado anteriormente

Daniela Bazi Publicado em 02/03/2020, às 14h23

Inscrições da Tábua de Nazaré
Inscrições da Tábua de Nazaré - Divulgação

Novas pesquisas realizadas na Tábua de Nazaré revelaram o possível local de origem do item utilizado para guardar túmulos após o período em que o corpo de Jesus Cristo desapareceu durante a ressurreição, de acordo com a Bíblia.

O novo estudo aponta que o objeto seria da Grécia, e não do Oriente Médio, como imaginado inicialmente. A publicação do artigo no Journal of Archaeological Science revelou que a pedra, na realidade, estava no túmulo de um homem grego que teria morrido tempos antes de Jesus, e nunca esteve em Nazaré.

A equipe de arqueólogos analisou o pó presente na tábua através de um laser, capaz de liberar gás do mármore, para que fosse provável desvendar o mistério.

John Bodel, um dos responsáveis pelo artigo, contou que existe a possibilidade do objeto ter sido transportado de um local para o outro mas, por ser uma hipótese não muito provável, muitos cientistas não a teriam levado a sério.