Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem pedaços de flecha de 48 mil anos no Sri Lanka

Os objetos eram feitos com osso, pedra e dentes de animais caçados por Homo Sapiens

Vanessa Centamori Publicado em 13/06/2020, às 09h30

Pedaços de flecha de 48 mil anos
Pedaços de flecha de 48 mil anos - Divulgação

Uma equipe internacional de pesquisadores desbravou a caverna Fa-Hien Lena, nas floretas úmidas do Sri Lanka, e fez um achado impressionante. Eles descobriram vários pedaços de flecha de 48 mil anos. Os objetos são feitos de osso, pedra e dentes de animais.

A descoberta representa a primeira evidência de caça com o uso de arco e flecha fora da África. Excluindo os estudos do continente africano, os achados mais antigos eram anteriormente de menos de 18 mil anos. 

Desta vez, as flechas encontradas trazem evidências de quais tipos de presas eram caçadas. Eram macacos pequenos e esquilos gigantes, segundo mostrou as pontas dos ossos. Os objetos, provavelmente, eram atirados em alta velocidade para atingir os animais, cujos ossos massacrados também foram descobertos. 

Contas achadas pelos arqueólogos no Sri Lanka / Crédito: Divulgação 

 

Mas, as descobertas ainda foram além. Os pesquisadores descobriram também instrumentos que parecem ter sido associados à pesca de água doce em córregos tropicais próximos, além de fibras coletadas para a fabricação de roupas. 

Segundo a líder do estudo, Michelle Langley, havia ainda indícios da produção de contas de concha. Elas eram "comercializadas a partir da costa, com uma idade semelhante a outros materiais de sinalização social encontrados na Eurásia e no sudeste da Ásia, há aproximadamente 45 mil anos", disse a pesquisadora. 

A ilha do Sri Lanka, onde foram feitos os achados, abriga os primeiros fósseis de nossa espécie, o Homo sapiens, no sul da Ásia. Também preserva evidências claras da ocupação humana fora da África, de 48 mil a 3 mil anos atrás.