Notícias » Arqueologia

Arqueólogos descobrem vila pré-histórica de 6.500 anos na Romênia

Algumas evidências para tal achado foram fragmentos de uma casa de madeira e argila e esculturas com forma humana

Isabela Barreiros Publicado em 19/08/2020, às 13h51

Os itens encontrados na Romênia
Os itens encontrados na Romênia - Divulgação/Vasile Diaconu

Escavações realizadas no sítio arqueológico de Topolita, localizado no condado de Neamt, região da Moldávia na Romênia, revelaram uma descoberta arqueológica impressionante. Arqueólogos perceberam que a região abrigava uma vila pré-histórica que possui pelo menos 6.500 anos.

O líder do trabalho, o arqueólogo coordenador Vasile Diaconu, disse à imprensa que algumas evidências foram encontradas pelos pesquisadores, que indicaram a existência da vila. Foram descobertos artefatos antigos feitos de argila que representam figuras humanas.

“O que é notável sobre essa descoberta é que numerosas representações humanas moldadas em argila foram identificadas e parece que tiveram um papel religioso. Detectamos um talento artístico particular desses artesãos há mais de 6 mil anos”, afirmou Diaconu.

Eles encontraram, ainda, pedaços de uma casa que foi construída no local há mais de 6 mil anos. Conforme afirmou o pesquisador responsável, “são 16 m² de aglomerado compacto de argila cozida, essa casa foi construída com madeira misturada com argila, mas foi abandonada e em algum momento incendiada”.