Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram arreio cita completo de 2.500 anos na Polônia

Com um detector de metais, foram descobertos também um arnês e um martelo raro da Idade do Ferro

Isabela Barreiros Publicado em 17/10/2020, às 11h34

Os artefatos encontrados na Polônia
Os artefatos encontrados na Polônia - Divulgação/Tytus Żmijewski/PAP

O arqueólogo Arkadiusz Kurij e sua equipe do Grupo de História e Exploração WELES, estava utilizando um detector de metais para realizar descobertas arqueológicas perto da vila de Cierpice, na Polônia. Em um momento, ele esqueceu de desligar o equipamento, e ele começou a apitar, revelando itens impressionantes.

Acidentalmente, o pesquisador descobriu um arreio e um arnês completos que datam da Idade do Ferro, completando pelo menos 2.500 anos de idade. Acredita-se que os artefatos tenham sido desenvolvidos e usados pela civilização cita, que viveu na região durante o século 6 a.C.

Crédito: Divulgação/Tytus Żmijewski/PAP 

 

Segundo Jacek Gackowski da Universidade Nicolaus Copernicus, “é a primeira descoberta deste tipo na Europa Central e Oriental”. O pesquisador explicou que mesmo que este fosse um equipamento completo, ainda faltava uma pequena parte, provavelmente feita de madeira, o que fez com que ela não fosse preservada.

O especialista disse ainda que uma das principais teorias é que os artefatos foram deliberadamente enterrados, não perdidos. "[Os] artefatos preservados indicam que o freio era muito decorativo, como evidenciado também pelas inúmeras peças tubulares e em forma de anel feitas de chapa de metal e arame", afirmou.

Além das ferramentas usadas para se andar à cavalo, os arqueólogos também encontraram um machado muito raro, que acredita-se ter sido desenvolvido no local. Wojciech Sosnowski, do Office for Monument Protection, explicou que “é difícil responder por que ou como o machado estava na bolsa”.