Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram centenas de objetos maias em caverna inexplorada

A caverna havia sido descoberta há cerca de 50 anos, mas só agora uma exploração foi realizada para entender o que ela significava para os maias

Alana Sousa Publicado em 06/03/2019, às 15h30

Construção Maia
Construção Maia - Getty Images

Arqueólogos descobriram centenas de objetos em uma caverna não explorada de rituais maias. A caverna está localizada na Península de Yucatán, no México.

O local havia sido descoberto há cerca de 50 anos pelo arqueólogo Víctor Segovia Pinto, mas a primeira exploração aprofundada só aconteceu em 2018. Agora os arqueólogos apresentaram os artefatos encontrados na escavação.

 A equipe, liderada pelo arqueólogo Guillermo de Anda, encontrou cerca de 200 vasos de cerâmica deixados como oferendas para pedir chuva, placas decorativas com rostos de deuses antigos e outros ícones religiosos, 155 braseiros de cerâmica e suportes queimadores de incenso com a aparência de Tlaloc, o deus da chuva no centro do México.

De Anda disse que os antigos maias tinham que rastejar de barriga na caverna, pois algumas partes mediam apenas 40 centímetros de altura, para depositar as oferendas dentro de algumas câmaras maiores e mais altas.

O Instituto Nacional de Antropologia e História do México disse que os objetos datam de cerca de 1000 d.C..

O time de pesquisadores contou que pretende deixar todos os objetos na caverna.


Crédito da imagem: Karla Ortega / Proyecto Gran Acuífero Maya