Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram fornos e edifício da Idade do Cobre na Bulgária

Descobertas junto de outros 57 artefatos antigos, as duas fornalhas de 7 mil anos eram usadas para a produção de cerâmica

Pamela Malva Publicado em 05/11/2020, às 08h00

Fotografia do assentamento escavado na Bulgária
Fotografia do assentamento escavado na Bulgária - Museu Regional de História de Ruse

Durante escavações no assentamento do Monte Bazovets, na Bulgária, arqueólogos encontraram um verdadeiro tesouro da Idade do Cobre. Tratam-se de fornos, artefatos e uma construção de argila e madeira, todos datados do período Calcolítico.

Com quase 7 mil anos, os dois fornos foram a descoberta que mais chamou atenção dos cientistas. Usadas na fabricação de cerâmica, as fornalhas eram feitas de vime de madeira e tinham o interior e o exterior cobertos por uma espessa camada de argila.

No local, que fica perto do Rio Danúbio, os pesquisadores do Museu Regional de História de Ruse também encontraram outros 57 artefatos da Idade do Cobre. Entre eles estavam ferramentas, ossos de animais, cerâmicas e fragmentos de estatuetas.

Fotografia dos fornos encontrados na Bulgária / Crédito: Museu Regional de História de Ruse

 

Logo acima dos dois fornos, também foi possível identificar as ruínas de uma antiga construção retangular. Contando com uma sala usada para armazenar alimentos, o edifício foi destruído por um incêndio e pode ser mais antigo do que as fornalhas.

Iniciada em 2019, a escavação não esperava fazer tantas descobertas significativas. Agora, resta pesquisar mais sobre a construção e os fornos encontrados, a fim de identificar ainda mais informações sobre a sociedade na Idade do Cobre.