Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram indícios do primeiro cemitério negro da Flórida

Junto de diversos artefatos usados para fins espirituais, 48 túmulos do início do século 20 foram identificados no assentamento

Pamela Malva Publicado em 07/07/2020, às 14h20 - Atualizado às 14h25

Arqueóloga ao lado de artefatos encontrados no antigo cemitério de Zion
Arqueóloga ao lado de artefatos encontrados no antigo cemitério de Zion - Divulgação/Youtube

Durante semanas, uma equipe de arqueólogos escavou um assentamento em Robles Park Village, em Tampa. No local, os especialistas encontraram indícios do primeiro cemitério negro da Flórida, antigamente conhecido como Zion.

No final das expedições, os profissionais da Rede Pública de Arqueologia da Flórida encontraram 48 túmulos antigos, que remontam ao início do século 20. Junto dos restos mortais, ainda foram identificados artefatos como vasos, conchas e decorações.

Para Rebecca O'Sullivan, arqueóloga envolvida na descoberta, tais objetos representam espiritualidade e simbolismo. No caso das conchas, por exemplo, “existem conexões que remontam às tradições da África Ocidental”.

Alguns dos artefatos encontrados em Zion / Crédito: Divulgação/Youtube

 

Apesar da enorme tradição enterrada no cemitério de Zion, o assentamento foi destruído no passado e vendido para uma empresa de construção. "A propriedade foi roubada, a fim de criar o Robles Park Apartments”, explicou Rebecca.

Agora, ao terminar as escavações, os arqueólogos devem preparar um relatório para a Tampa Housing Authority. A ideia de notificar a instituição da Flórida é conseguir com que o local seja transformado em um memorial do cemitério de Zion.