Notícias » Israel e Palestina

Arqueólogos encontram mesquita construída logo após a morte de Maomé

Restos da humilde casa de culto foram localizados em Rahat, Israel

Joseane Pereira Publicado em 23/07/2019, às 11h00

None
- Reprodução

Enquanto realizavam escavações na região de Rahat, em Israel, antes da construção de um novo bairro, arqueólogos encontraram os restos de uma mesquita rural. O edifício foi datado entre 600 e 700 d.C. – logo após a morte de Maomé, ocorrida em 632 d.C.

Ao contrário das grandes mesquitas urbanas da época, a de Rahat era simples e retangular, atendendo provavelmente os agricultores das proximidades. "Uma pequena mesquita rural datada do sétimo ao oitavo séculos é um achado raro em qualquer lugar do mundo, especialmente na área ao norte de Be'er Sheva, onde nenhum prédio semelhante foi descoberto anteriormente", explicaram os diretores de escavação Jon Seligman e Shahar Zur.

A mesquita foi identificada com base em seu mihrab, ou nicho de oração, que dava para o sul, na direção de Meca. "Essas características são evidências para o propósito para o qual este edifício foi usado, muitos séculos atrás", disseram os arqueólogos.

Descobertas arqueológicas são comuns em Israel, dada sua rica história cultural. Nas proximidades, arqueólogos também encontraram restos de uma fazenda do período Bizantino, datada entre 500 e 600 d.C., e de uma aldeia construída na mesma época que a mesquita.

"A descoberta da aldeia e da mesquita em sua vizinhança é uma contribuição significativa para o estudo da história do país durante este período turbulento", afirmou Gideon Avni, professor da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Para Avni, a mesquita permite entender mudanças culturais e religiosas ocorridas no governo árabe. Documentos históricos sugerem que as autoridades árabes receberam lotes de terras redistribuídas, que podem ter culminado no surgimento dessas construções. Agora, os arqueólogos estão verificando como integrar o novo sítio arqueológico no bairro recém-construído.