Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram rara adaga de cristal em tumba na Espanha

Feita de um material quase inédito na época, a peça foi descoberta ao lado de outros tesouros, como flechas e lâminas de ouro

Pamela Malva Publicado em 03/02/2021, às 08h00

Ponta de adaga de cristal encontrada na tumba
Ponta de adaga de cristal encontrada na tumba - Divulgação/Miguel Ángel Blanco de la Rubia

Realizada entre 2007 e 2010, uma intensa expedição na tumba de Chieftain, na Espanha, revelou tesouros impressionantes. O maior dos muitos achados foi a ponta de uma adaga de cristal com 5 mil anos de idade, datada das civilizações pré-históricas.

Segundo os arqueólogos, a relíquia é bastante rara e, até onde se sabe, seus proprietários a utilizavam na expectativa de acessar “poderes mágicos”. Tal pesquisa foi publicada no meio científico em 2015, mas só chegou ao público recentemente.

Dentro da tumba, que fica no sudoeste da Espanha, ainda foram encontrados os restos mortais de 25 pessoas. Verificou-se, mais tarde, que grande parte das mulheres e pelo menos um homem enterrados foram mortos por envenenamento.

Algumas das pontas de flechas de cristal encontradas na tumba / Crédito: Divulgação/Miguel Ángel Blanco de la Rubia

 

A antiga construção funerária também revelou vários artefatos. Entre eles, estavam 25 pontas de flechas de cristal, um núcleo para fazer mais armas, pedaços de lâminas de ouro, objetos de marfim e contas de âmbar — sem contar a adaga, datada de 3.000 a.C..

Mesmo que o propósito da peça de cristal permaneça um mistério, os pesquisadores teorizam que ela pertencia a algum líder. Isso porque o material era bastante escasso na região e era necessário ter um conhecimento bastante específico para produzi-la.