Notícias » Ásia

Arqueólogos encontram raro sepultamento de guerreiro que viveu há 2.500 anos

A descoberta realizada no Cazaquistão revelou incríveis ornamentos em ouro e roupas antigas

André Nogueira Publicado em 30/10/2019, às 15h23

Reprodução de um guerreiro encontrado anteriormente. Foto meramente ilustrativa
Reprodução de um guerreiro encontrado anteriormente. Foto meramente ilustrativa - Divulgação

Durante escavações no Cazaquistão, pesquisadores fizeram uma descoberta rara. A tumba de um Guerreiro de Ouro, conhecido como tesouro nacional do Cazaquistão, foi localizado com inúmeros artefatos. Com traços semelhantes ao do famoso Homem de Ouro encontrado no país em 1969, os restos mortais possuem ao menos 2.500 anos.

O sepultamento causou surpresa ao ser localizado. Os restos estavam enterrados junto a seu cavalo e antigas roupas, além de ornamentos em ouro, a seis metros debaixo do solo.

Crédito: Divulgação

 

É o sétimo corpo do mesmo tipo encontrado na História da Arqueologia no Cazaquistão. Especialistas do país acreditam se tratar de um antigo guerreiro sármata, provavelmente um chefe de guerra. Porém, novas análises serão feitas para confirmar as suspeitas.

Crédito: Divulgação

 

Será realizada, por exemplo, uma análise detalhada de DNA que poderá elucidar melhor sobre a cultura e os traços desse guerreiro. Não foi divulgada nenhuma foto completa da descoberta, mas a mídia local TengriNews reproduziu algumas imagens das escavações.