Notícias » Europa

Arqueólogos encontram restos de mulher bárbara de 2 mil anos

Acompanhado de joias forjadas no Império Romano, o esqueleto foi localizado ao norte do Cáucaso

Joseane Pereira Publicado em 11/11/2019, às 06h00

Esqueleto sendo escavado
Esqueleto sendo escavado - North Caucasus united archaeolog

Arqueólogos encontraram restos de uma mulher bárbara de 2 mil anos ao norte do Cáucaso, junto a contas de vidro e gemas raras. Acredita-se que ela teria um status elevado em sua comunidade, sendo mãe ou esposa de um chefe.

Seus restos mortais foram encontrados em uma tumba na república russa de Kabardino-Balkaria, surpreendendo arqueólogos por estarem ligados a objetos do Império Romano. "Ela tinha dois anéis nos dedos fabricados com o uso de uma tecnologia bastante complexa", afirmou a arqueóloga Anna Kadieva.

Medalhão de ametista / Crédito: North Caucasus united archaeolog

 

"Cada um deles é fundido em vidro branco transparente com fibras douradas do mesmo material, com vidro escuro no meio. É muito caro para a época e inestimável para o mundo bárbaro, porque não havia produção de vidro no norte do Cáucaso", acrescentou ela.