Notícias » Egito Antigo

Falando com os mortos: Arqueólogos encontram tabuleiro de Ouija dos antigos egípcios

Popularmente conhecido como Senet, o objeto também era usado com uma finalidade insólita

Daniela Bazi Publicado em 10/02/2020, às 13h49

Jogo de tabuleiro Senet
Jogo de tabuleiro Senet - Walter Crist/The Journal of Egyptian Archaeology

Um antigo jogo de tabuleiro egípcio, popularmente conhecido como Senet, que teria surgido há mais de 5.000 anos, foi descoberto recentemente por arqueólogos holandeses. Segundo os pesquisadores, o objeto também também tinha outra finalidade: há 3.500 anos, era utilizado para se comunicar com os mortos. 

De acordo com os pesquisadores, 700 anos após sua criação, o Senet teria sido utilizado pela primeira vez com um sentido espiritual, sendo popularizado 2.500 anos depois. A análise de alguns textos antigos encontrados confirma que os egípcios realmente acreditavam na outra finalidade do jogo.

As escritas também informaram que ele deveria ser jogado por duas pessoas, e, se assemelhava ao Ludo, mas que acabou tornando-se similar ao insólito tabuleiro de Ouija, por também ser utilizado para se comunicar com pessoas de outro plano espiritual, já que o senet demonstrava um reflexo da passagem da alma para o reino egípcio dos mortos, Duat.

Tabuleiro de Senet / Crédito: Walter Crist/The Journal of Egyptian Archaeology

 

O fato passou a ser acreditado pois, apesar de não conter o hieróglifo que representa a alma, o tabuleiro continha na casa 27 a representação da água, que descrevia um rio ou um lago atravessado pelas almas em seu caminho para Duat.

Segundo o arqueólogo Walter Crist, da Universidade de Maastricht, na Holanda "Pode ​​ser uma das primeiras vezes que esse aspecto da jornada pela vida após a morte é visualizado no quadro". Essa fato torna a descoberta do senet um achado especialmente raro.