Notícias » Roma Antiga

Arqueólogos encontram vestígios de sociedade secreta em Pompeia

Considerada “proto-maçônica”, sociedade era formada por especialistas em geometria e astronomia

Joseane Pereira Publicado em 09/12/2019, às 09h00

"Destruição de Pompeia", Karl Briullov
"Destruição de Pompeia", Karl Briullov - Getty Images

Arqueólogos do Projeto Grande Pompeia encontraram vestígios de uma sociedade secreta na Casa di Orione, em Nápoles, sul da Itália. O achado foi publicado em artigo por Massimo Osanna, diretor do sítio arqueológico, e pelos pesquisadores da Escola de Arquitetura do Politécnico de Milão, Luisa Ferro e Giulio Magli.

No local, foram localizados diagramas em pedras e azulejos, ligados a ferramentas de medição e artesanato secretas do Império Romano. O prédio teria sido um centro de encontro dos Agrimensores, especialistas em medição e planejadores de Pompeia.

Planta da Casa de Órion / Crédito: Divulgação/L. Ferro, G Magli, M. Osanna

 

Engenheiros especializados, os Agrimensores decidiam sobre as rotas mais eficientes para aquedutos e realizavam medições de terra, influenciando nos impostos que as pessoas pagavam. Envolvidos em mistério, seus ofícios relacionavam geometria e astronomia, sendo uma espécie de proto-maçonaria romana.