Notícias » Europa

Arqueólogos podem ter encontrado cemitério perdido dos vikings na Polônia

Com o auxílio de escaneamentos do solo, a equipe já localizou alguns pontos de presença humana em centro comercial do século 8

Wallacy Ferrari Publicado em 23/07/2020, às 09h03

Imagem ilustrativa de capacetes vikings alinhados
Imagem ilustrativa de capacetes vikings alinhados - Flickr / Helgi Halldórsson

Uma equipe de arqueólogos afirma estar perto de descobrir um cemitério viking perdido no assentamento Truso, localizado em Janów, na Polônia. De acordo com os pesquisadores, o local abrigava um importante centro comercial viking que dava acesso ao mar báltico, especializado em artesanatos complexos, como joias, ferrarias, âmbar e fabricação de chifres.

O local foi descoberto na década de 1980, mas agora, com o projeto The Baltic Odyssey — um projeto cofinanciado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Polônia-Rússia 2014-2020 — uma extensa análise com radares de penetração do solo pode clarear ainda mais o conhecimento do local de 49 acres.

Captura do escaneamento do solo feito pela equipe polonesa / Crédito: GEO ARCHEO SERVICE FABIAN WELC

 

A análise apontou duas casas grandes subterrâneas, com tamanhos exatos de 5m por 10m de tamanho, além de 5 notáveis desníveis em formatos circulares, todas alinhadas em pausas idênticas. Tais pontos podem indicar ornamentos funerários, específicos de enterros humanos, e já iniciam as escavações para confirmação. Com os furos feitos, a equipe já localizou carvão vegetal e fragmentos de cerâmica, o que comprova a atividade humana no local.

O líder do projeto, Dr. Marek Jagodziński, explicou a relação histórica do local à Agência Arqueológica Polonesa: “Propomos que o cemitério esteja localizado ao sudoeste do assentamento. Isso é evidente nas descobertas feitas no século 19, durante o nivelamento de terrenos para novos edifícios. Naquela época, os construtores encontraram vários fragmentos de vasos de barro, cinzas, carvão e até restos de esqueletos de cavalos e humanos ”.