Notícias » Arqueologia

Artefatos cristãos são encontrados na antiga Galileia

Destruído pelos persas há mais 1,4 mil anos, o assentamento descoberto está repleto de artigos de iconografia religiosa como cruzes, mosaicos e pedras entalhadas

Pamela Malva Publicado em 09/07/2020, às 08h00

Mosaico cristão encontrado na Galileia
Mosaico cristão encontrado na Galileia - Divulgação/Autoridade Israelense de Antiguidades

Em um assentamento bizantino na antiga Galileia, descoberto parcialmente em 2007, arqueólogos encontraram diversos artefatos valiosos. Lotado de iconografias cristãs, o sítio arqueológico é um expoente na região noroeste de Israel.

Segundo os especialistas, o assentamento em questão foi destruído por invasores persas, em meados de 613 d.C.. Daquele ano em diante, muitos de seus tesouros se perderam, mas alguns foram mantidos entre as ruínas da cidade.

Nesse sentido, os arqueólogos afirmam que existiam cerca de 140 sítios cristãos na mesma região. Entre eles, 63 igrejas e mosteiros poderiam ser visitados e outros 13 assentamentos apresentavam religiões mistas. Muitos foram arrasados pelos persas.

Pedra entalhada com cruz encontrada no assentamento / Crédito: Divulgação/Autoridade Israelense de Antiguidades

 

"Ainda que não tenhamos documentos de fontes cristãs sobre esse assentamento, todas as evidências apontam para uma população quase inteiramente cristã", afirmou Gilad Cinamon, da Autoridade de Antiguidades de Israel, sobre a cidade encontrada.

No local, arqueólogos encontraram um piso de mosaico colorido, peças de cerâmica, uma cruz de bronze, moedas árabe-bizantinas, um raro peso de bronze do século 6 e pedras com cruzes entalhadas. Pela riqueza dos materiais, imagina-se que a construção tenh sido a casa de uma família abastada, não uma capela ou igreja antiga.