Notícias » Arqueologia

Artefatos impressionantes, incluindo ‘joia’ de 10 mil anos, são desenterrados nos Estados Unidos

Os pesquisadores acreditam que o local tenha sido um acampamento para caçadores-coletores no passado da região

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/01/2021, às 13h34 - Atualizado às 14h56

Alguns dos artefatos descobertos no local
Alguns dos artefatos descobertos no local - Divulgação - Commonwealth Heritage Group

Para que uma obra pudesse ser realizada pelo Departamento de Transporte da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, arqueólogos realizaram uma primeira ronda, investigando o terreno. O que eles encontraram foi significativo: centenas de artefatos antigos, dos mais diferentes períodos históricos.

Os pesquisadores descobriram, entre os objetos, alguns muito marcantes, como ferramentas que possuem pelo menos 1.500 anos. Essa descoberta indica que o local foi, no passado, um acampamento para os nativos nômades da região. Outros itens antigos foram “pontas”, artefatos com pontas afiadas que datam do período arcaico, entre 6 mil e 8 mil a.C. 

No entanto, o destaque provavelmente ficou com um pedaço de pedra quebrado e polido, que tinha alguns buracos feitos nele. Acredita-se que o artefato tenha ao menos 10 mil anos e tenha sido uma peça de ‘adorno pessoal’, ou seja, uma joia.

"É um item de dois furos que alguém teria suspendido como uma peça de decoração ou ornamentação pessoal”, explica Susan Bamann, arqueóloga do Commonwealth Heritage Group. “Encontrar algo que seja um item pessoal de alguém que morou aqui e acampou aqui é apenas uma daquelas coisas que torna tudo isso ainda mais interessante porque é um vislumbre do passado”.

Eles também descobriram fragmentos de uma panela, que pode ter caído e quebrado no passado, datando de 500 d.C. "Provavelmente seremos capazes de reconstruir grande parte do pote”, disse a pesquisadora. "É possível extrair resíduos da parede do recipiente de cerâmica e determinar os tipos de alimentos que estavam sendo cozidos no recipiente”.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.