Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Austrália

Artefatos nazistas sofrem alta procura na Austrália: 'É uma avalanche'

Frenesi por compras de itens nazistas foi causado após projeto de lei ser apresentado ao parlamento federal; entenda!

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 24/06/2023, às 09h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Itens nazistas vendidos em leilão na Austrália - Reprodução
Itens nazistas vendidos em leilão na Austrália - Reprodução

Em meados de junho, um projeto de lei apresentado ao parlamento federal, na Austrália, visa proibir a exibição pública e venda de símbolos nazistas no país. A proposta quer tornar crime quem tenta lucrar com material de tal natureza, sejam em lojas físicas ou online. Entretanto, a propriedade privada e a transferências de artefatos sem fins lucrativos não será criminalizada.

Por conta disso, lojas militares no país estão vivendo uma "avalanche" de demanda por artefatos nazistas. Vendedores no país dizem que o projeto de lei provocou um frenesi de compra e venda de diversos itens.

Um exemplo disso foi um leilão realizado no final de semana passado em Gold Coast, que vendeu fotos autografas de Adolf Hitler, Heinrich Himmler e Erwin Rommel.

‘Avalanche’ de demanda

Em entrevista ao The Guardian, Jamey Blewitt, proprietário da JB Military Antiques, a maior loja de antiguidades militares da Austrália Ocidental, relatou que nunca viu tanta demanda assim por itens nazistas.

É uma avalanche, na verdade. Sou revendedor em tempo integral há 14 anos e nunca vi o número de pessoas ligando, enviando e-mail ou comprando de nós. É como se o posto de combustível estivesse prestes a ficar sem combustível, então eles estão enchendo."

Blewitt tinha mais de 200 itens em sua coleção, como insígnias, capacetes, uniformes, adagas, medalhas e bonés — a maioria inscritos com a suástica. Mas muitos destes itens já foram vendidos."É obviamente devido ao projeto de lei iminente no parlamento, e acho que deve permitir que as pessoas comprem e vendam os itens. Se as pessoas se ofenderem com isso, podemos simplesmente colocar um adesivo na suástica".

"As pessoas colecionam essas coisas porque são fãs de militares, são loucos por história, não são neonazistas. E a memorabilia militar alemã é muito popular, mas nunca vendi nada para um neonazista", finalizou.