Notícias » Brasil

Artefatos pré-colombianos são apreendidos em leilão no Rio de Janeiro

A polícia federal recuperou os itens saqueados de sítios arqueológicos da Colômbia e do Equador

Alana Sousa Publicado em 13/02/2021, às 12h00

Um dos artefatos apreendidos pela polícia federal brasileira
Um dos artefatos apreendidos pela polícia federal brasileira - Divulgação/Polícia Federal

Segundo a agência de notícias, Reuters, a polícia federal brasileira apreendeu três artefatos pré-colombianos no Rio de Janeiro. As relíquias serão encaminhadas para seus países de origem, a Colômbia e o Equador.

Os objetos estavam sendo leiloados em uma galeria de arte da cidade antes de serem recuperados. De acordo com um comunicado da polícia do Brasil, as peças foram saqueadas de sítios arqueológicos e vendidas para contrabandistas.

São três artefatos, todos feitos de cerâmica; dois deles pertencem a cultura Jama Coaque, conhecida por suas esculturas detalhas. As relíquias foram datadas como mais antigas do que a chegada de Cristóvão Colombo ao Novo Mundo, em 1492. A análise foi feita pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Brasileiro, IPHAN.

Ainda não se sabe como os itens chegaram em território brasileiro, a polícia continuará investigando para saber se o contrabando faz parte de uma organização criminosa maior do que o imaginado.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.