Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Personagem

Artista procura quadro de Belchior desaparecido há anos

Carlos Bracher segue em busca de obra feita por ele durante visita surpresa do cantor

Redação Publicado em 16/05/2022, às 09h42

Carlos Bracher, Belchior e Larissa Bracher na cidade de Ouro Preto - Divulgação / Ateliê Bracher
Carlos Bracher, Belchior e Larissa Bracher na cidade de Ouro Preto - Divulgação / Ateliê Bracher

Há alguns anos, o artista plástico Carlos Bracher recebeu uma visita inesperada do músico Belchiorem sua Residência em Ouro Preto e decidiu fazer um retrato em sua homenagem. A pintura foi entregue ao músico e nunca mais foi vista. Agora, Bracher segue à procura de sua obra.

“Esse quadro sumiu na mesma época em que Belchior desapareceu. Será que nas andanças dele, esse retrato não foi trocado? Doado? Será que está em um hotel? Restaurante? Na casa de alguém? É um mistério”, declarou o artista ao portal de notícias G1.

O cantor, que faleceu em 2017, não tinha paradeiro certo desde 2008. No ano anterior, a família do músico já havia reclamado de seu sumiço, uma vez que ele tinha abandonado sua carreira e não dava mais notícias.

Foi em meio a esse período misterioso que Belchior bateu na porta de Bracher, em Minas Gerais. O artista plástico, hoje com seus 80 anos, não se recorda da data exata do encontro.

Não éramos amigos, muito menos conhecidos. Foi a coisa mais maravilhosa e louca essa história. Ele bateu aqui em casa, tomamos cerveja, vinho, nos ‘intoxicamos poeticamente’. Aí ele disse que tinha decorado o livro ‘A Divina Comédia’. Você imagina uma mente dessas? Incrível”, contou Bracher.

Obra não foi encontrada

A filha do artista plástico, Larissa Bracher, declarou à fonte que, entre os anos de 2014 e 2015, a curadoria da exposição “Bracher: Pintura & Permanência” tentou localizar o quadro, porém o mesmo não foi encontrado.

Fizemos de tudo para inseri-lo na mostra. O retrato sumiu tão misteriosamente quanto o próprio Belchior” disse ela, quem estava presente no momento em que o pai pintou o retrato do cantor.

“Eu tive a honra de presenciar esse momento e estou ali do lado esquerdo da foto. À época, Belchior estava traduzindo a bíblia do aramaico para o português e escrevendo num livro sem pauta, com caligrafia medieval, em bico de pena e tinta. Um cara genial, culto, generoso, do bem. Infelizmente ninguém sabe o paradeiro do retrato”, contou Larissa por meio de uma rede social.