Notícias » Mundo

Assalto digital: Hacker rouba mais de 2 milhões em NFTs

Aqueles que caíram no golpe não terão como recuperar seus tokens criptográficos

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/04/2022, às 14h00

Exemplos de imagens representadas por NFT's
Exemplos de imagens representadas por NFT's - Divulgação/ Yuga Labs

Quando a conta oficial no Instagram do Bored Ape Yacht Club (BAYC), a mais famosa coleção de NFTs, postou um link que prometia um lote de terra digital gratuito no Metaverso, a oferta pareceu legítima o suficiente. 

A conta, no entanto, havia sido hackeada, e a publicação era um golpe: quando os usuários conectavam sua carteira digital, tinham seus NFTs roubados. 

Ao menos 13 tokens criptográficos foram surrupiados durante o esquema, sendo que a soma de seus valores totaliza 2,57 milhões de dólares. A informação foi repercutida por Gargamel, o co-fundador da coleção de imagens de macacos.

"Parece que o BAYC do Instagram foi hackeado. Não compre nada, não clique em links e não vincule sua carteira a nada", alertou o homem através de sua conta pessoal do Twitter. 

Embora a oferta de bens gratuitos costume ser vista com suspeita, no mundo dos NFT's ela não é incomum, que é o motivo pelo qual o golpe não foi imediatamente evidente, de acordo com o portal Cnet.  

NFTs

NFT é a sigla para "Non-fungible token" (Ou "Token não fungível", em português), e nomeia imagens criptográficas únicas.

Um detalhe importante a respeito dessas propriedades digitais é que elas não são mutuamente cambiáveis: cada uma tem seu próprio valor. Ou, em outras palavras, não dá para trocar um NFT por outro. 

O mercado desses tokens virtuais passou por uma explosão nos últimos tempos, tendo crescido 41.000% apenas em 2021, de acordo com informações do Estadão. Esses produtos são particularmente populares entre celebridades, que pagam valores altíssimos para adquirir os itens criptográficos.