Notícias » Oriente Médio

Atípico templo de 3.000 anos é descoberto em cidade israelense citada na Bíblia

Além de estrutura bastante heterodoxa, foram encontrados diversos objetos, incluindo a primeira inscrição conhecida de uma letra hebraica

André Nogueira Publicado em 18/02/2020, às 07h00 - Atualizado às 09h27

Templo de Israel
Templo de Israel - Divulgação/Twitter

Arqueólogos descobriram na antiga cidade bíblica de Laquis um templo cananeu de 1.000 a.C. em ruínas devido ao domínio egípcio da região, segundo o jornal israelense Haaretz. Há indícios que a estrutura possui um amontoado vertical de pedras em representação do(s) deus(es) adorado(s) no local.

Lanças e joias / Crédito: Divulgação/Twitter

 

Os vestígios mais destacados foram as bases da estrutura arquitetônica, com dois pilares e duas torres de entrada que eram conectadas a uma salão retangular central. A descoberta surpreendeu, pois é o caso de um projeto pouco ortodoxo para a época, de acordo com Yosef Garfinkel, da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Vasos / Crédito: Divulgação/Twitter

 

"Só a cada 30 ou 40 anos temos a chance de escavar um templo cananeu em Israel. O que encontramos lança uma nova luz sobre a vida antiga na região", expõe Garfinkel. O templo ainda possuía quartos laterais de armazenamento, onde foram encontradas “caixas de madeira que foram queimadas, mas que ainda tinham muito trigo dentro”, disse ele ao Haaretz.

Em cerâmica, à esquerda do texto, primeira aparacição da história da letra samekh / Crédito: Divulgação/Twitter

 

Além disso, foram encontrados objetos menores, como caldeirões de bronze, punhais, estatuetas, joias e duas inscrições: um franco com o nome de Ramsés II e um fragmento de cerâmica com a aparição mais antiga conhecida da letra hebraica samekh.