Notícias » Estados Unidos

Atirador branco que matou dois nos EUA justifica crime após ser inocentado: 'Autodefesa 'não é ilegal'

Kyle Rittenhouse, 18, havia matado a tiros dois homens que estavam em protestos antirracistas

Redação Publicado em 22/11/2021, às 16h20

Kyle Rittenhouse aguardando o veredicto
Kyle Rittenhouse aguardando o veredicto - Divulgação / YouTube / Fox News

Kyle Rittenhouse, um adolescente branco de 18 anos, foi absolvido na última sexta-feira, 19, depois de ter matado dois homens a tiros durante protestos antirracistas e contra a violência policial dentro do estado americano de Wisconsin no ano passado. 

Ao falar com a rede de televisão americana Fox News após seu veredito, Rittenhouse se mostrou feliz, dizendo estar aliviado de que sua "viagem difícil" tenha chegado ao fim, e ainda comentando as decisões tomadas no tribunal: 

O júri chegou ao veredicto correto: a autodefesa não é ilegal", disse o adolescente.

O veredicto trouxe revolta e gerou protestos em cidades dos Estados Unidos durante a noite da última sexta-feira, 19, em locais como Nova York e Oregon. As informações são do portal de notícias UOL. 

Kyle tinha 17 anos na época das manifestações que ocorriam em Kenosha, na região dos Grandes Lagos, em Wisconsin, e havia atuado ao lado de um grupo que dizia atuar para “proteger” os comércios locais. No dia 23 de agosto de 2020, ele matou dois homens brancos e feriu um terceiro com um fuzil semiautomático.