Notícias » Estados Unidos

Atirador de manifestação nos Estados Unidos fazia parte de curso de formação da polícia

O adolescente de 17 anos dirigiu 48 km para praticar um atentado contra os manifestantes do movimento Black Lives Matter

Caio Tortamano Publicado em 27/08/2020, às 15h00

Atirador se rende ao ver policiais chegando
Atirador se rende ao ver policiais chegando - Divulgação/Youtube

Durante manifestação na cidade de Kenosha, em Wisconsin, nos Estados Unidos, um adolescente de 17 anos armado com um fuzil atirou em pessoas que frequentavam o protesto, na noite de terça-feira, dia 25. Preso pela polícia local, ele matou duas pessoas que apoiavam o movimento Black Lives Matter e feriu mais uma.

De acordo com o UOL, o jovem assassino, identificado como Kyle Rittenhouse, fazia parte de um programa de formação de cadetes em sua cidade natal, Grayslake, em Illinois. À quase 50 quilômetros de distância de Kenosha, o rapaz dirigiu até lá somente para praticar o atentado.

O curso preparatório diz, de acordo com o seu próprio site, que “oferece aos jovens a oportunidade de explorar carreiras policiais”. A cidade em Wisconsin já se viu diante da atenção nacional depois que um homem negro chamado Jacob Blake levou sete tiros nas costas enquanto entrava em seu carro, com os filhos no banco de trás, depois de ter tentado separar uma briga.

O vice-governador de Wisconsin afirmou, em declaração a uma emissora de televisão norte-americana, que Rittenhouse “parece ser um membro de um grupo de milícia que faz justiça com as próprias mãos e acaba com os manifestantes inocentes"