Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Atirador que matou 7 pessoas em desfile planejava segundo ataque no mesmo dia

O segundo ataque ocorreria na cidade vizinha à do atentado, segundo a polícia

Redação Publicado em 07/07/2022, às 14h24

Robert E. Crimo 3º matou 7 pessoas em desfile de Dia da Independência em Highland Park, Illinois, Estados Unidos - Divulgação/Polícia de Chicago / Foto por Meme Star27 pelo Wikimedia Commons
Robert E. Crimo 3º matou 7 pessoas em desfile de Dia da Independência em Highland Park, Illinois, Estados Unidos - Divulgação/Polícia de Chicago / Foto por Meme Star27 pelo Wikimedia Commons

Robert E. Crimo 3º foi responsável por um atentado realizado durante as celebrações do Dia da Independência dos Estados Unidos, ocorrido em Highland Park, no estado de Illinois, que resultou na morte de 7 pessoas.

Segundo o porta-voz da polícia Christopher Covelli, o atirador ainda planejava cometer um segundo ataque no mesmo dia em Madison, capital de Wisconsin, estado que faz fronteira com Illinois.

Robert Crimo foi preso e agora enfrenta sete acusações de assassinato em primeiro grau, e por isso teve seu pedido de fiança negado durante audiência realizada na última quarta-feira, 6.

Na sessão, Crimo confessou o ataque realizado no desfile em Highland Park, de acordo com o promotor Ben Dillon, como informado pela Folha de S. Paulo. Segundo eles, o jovem rapper teria planejado o ataque por semanas.

Polícia no local do tiroteio logo após o ocorrido, em Highland Park
Polícia no local do tiroteio logo após o ocorrido, em Highland Park / Foto por Meme Star27 pelo Wikimedia Commons

O juiz Theodore Potkonjak, que negou a fiança solicitada por Crimo, alegou que o atirador representa uma ameaça à comunidade e, por conta disso, deveria permanecer preso. Caso ele seja condenado por todas as sete acusações, ele deve receber pena de prisão perpétua e sem possibilidade de liberdade condicional, de acordo com o procurador Eric Reinhart.

Estas são apenas as primeiras de muitas acusações que serão feitas contra ele. Prevemos dezenas de mais acusações centradas em cada uma das vítimas", disse o promotor Ben Dillon.

O ataque

No tiroteio — que acabou com seis vítimas entre 8 e 80 anos de idade, e uma sétima que faleceu no dia seguinte, além de mais de 40 feridos —, Crimo utilizou um rifle semiautomático, que foi encontrado no local.

Segundo informações do condado de Lake, ele havia comprado cinco armas por meios legais — o que ainda é estranho, pois a lei exige checagem de antecedentes criminais, e o rapper já possuía duas passagens.

A polícia ainda disse, também, não ter evidências de quaisquer motivações antissemita — Highland Park tem uma grande comunidade judaica, e uma das vítimas colaborava com uma sinagoga local — ou racista para o ataque. No entanto, seguem investigando vídeos publicados nas redes sociais de Crimo, os quais ele já produzia conteúdos com menção à violência armada.