Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ativista

Ativista pró-democracia presa na Tailândia morre em meio a greve de fome

Detida sob acusações de lesa-majestade, a ativista Netiporn Sanae Sangkhom, de 28 anos, aguardava julgamento desde janeiro deste ano

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 14/05/2024, às 08h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A jovem Netiporn Sanae Sangkhom, de 28 anos - Divulgação
A jovem Netiporn Sanae Sangkhom, de 28 anos - Divulgação

Faleceu, em meio a uma greve de fome, uma ativista tailandesa pela democracia detida sob acusações de lesa-majestade enquanto aguardava julgamento, anunciou na terça-feira a administração penitenciária.

De acordo com a agência pública responsável pelas detenções, a jovem Netiporn Sanae Sangkhom, de 28 anos, "sofreu uma parada cardíaca na manhã de terça-feira e não respondeu aos tratamentos". Ela faleceu pacificamente às 11h22 (04h22 GMT), indicou o comunicado.

Conhecida na Tailândia pelo apelido de "Bung" ("lagarta"), a ativista era membro do grupo Thaluwang, que emergiu em 2020 durante as manifestações que demandavam uma reforma abrangente na monarquia.

Os líderes do movimento vêm enfrentando, desde então, forte repressão por parte das autoridades, em virtude da controversa lei de lesa-majestade que pune com até quinze anos de prisão qualquer difamação contra o rei ou sua família. As informações são do portal O Globo.

Prisão

Netiporn Sanae Sangkhom foi detida em janeiro deste ano, no contexto de um processo por lesa-majestade instaurado após uma pesquisa pública que organizou em 2022 sobre a relevância da comitiva real.

Ela iniciou uma greve de fome pouco depois, exigindo uma reforma do sistema judicial e a libertação dos prisioneiros políticos, sendo posteriormente transferida para um hospital.