Notícias » Futebol

Atleta do PSG é acusada de armar emboscada para companheira de equipe

Aminata Diallo foi presa por, supostamente, ter participado das agressões à Kheira Hamraoui

Fabio Previdelli Publicado em 11/11/2021, às 10h27

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Na última quarta-feira, 10, a atletaAminata Diallo, jogadora de futebol do PSG e da seleção francesa, foi presa por suspeita de participar de uma emboscada que culminou na agressão e lesão de sua companheira, Kheira Hamraoui

Segundo o clube francês, em nota, Diallo foi detida pela polícia de Versalhes "como parte de investigação aberta após ataque na quinta-feira passada contra jogadoras do clube".

A equipe parisiense condenou a atitude de Aminata e informou que está colaborando com as autoridades para que os fatos sejam esclarecidos o quanto antes. 

Tudo começou quando o PSG promoveu uma festa de confraternização. Ao sair do evento, Diallo deu carona para Hamraoui e uma outra pessoa, porém, o trio acabou sendo interceptado por homens encapuzados. 

Segundo o periódico francês L’Équipe, nada foi roubado do veículo e tampouco dos passageiros do carro. Um ponto que chamou a atenção é que somente Kheira foi agredida — com uma barra de ferro na região das pernas.

A imprensa francesa explicou que as duas atletas, apesar de companheiras, travam uma intensa disputa por uma vaga não só no time principal do PSG como também na seleção francesa.

O L’Équipe disse que a outra testemunha que estava no veículo informou que os agressores foram diretamente na direção de Hamraoui, desferindo golpes na região de suas pernas, “como se quisesse impedi-la de exercer sua profissão”. 

Levada ao hospital, Kheira Hamraoui perdeu a partida do PSG contra o Real Madrid na Champions League feminina. Ela também foi cortada da lista de selecionadas da França. Aminata Diallo ficou com as vagas.