Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Esporte

Atleta trans enfrenta críticas online após ganhar competição de skate feminino

Ricci Tres se tornou um alvo após publicação de outra atleta chamando atenção para sua vitória

Redação Publicado em 29/06/2022, às 15h37

Ricci Tres em entrevista - Divulgação/ Youtube/ USA Skateboarding
Ricci Tres em entrevista - Divulgação/ Youtube/ USA Skateboarding

Um torneio feminino de skate de rua realizado no estado norte-americano de Nova York tornou-se alvo de repercussão negativa após uma mulher transexual alcançar o primeiro lugar. 

Ricci Tres, de 29 anos, foi vítima de comentários indignados nas redes sociais por ter competido na categoria feminina, que corresponde ao seu gênero, e levado o prêmio de 500 dólares para casa (ou o equivalente a cerca de 2.600 reais), conforme repercutido pelo portal DailyMail. 

Uma figura pública de relevância a comentar o evento foi Taylor Silverman, uma patinadora do gelo que recentemente chamou atenção ao defender que uma das disputas das quais participara teria sido tornada injusta pela presença de uma atleta transexual.

Em uma postagem em suas redes sociais, ela descreveu o episódio como “Homem ganha as finais femininas e dinheiro", tratando Tres pelo gênero errado. "Minha história não é única no skate. Minha história não é única no esporte em geral”, acrescentou Silverman.

A opinião da segunda colocada

Quem ficou na segunda posição do torneio de skate ganhado por Tres foi Shiloh Catori, de 13, que abordou a situação em um vídeo publicado em sua conta oficial do Instagram. A menina explicou que, na verdade, ela se posicionava a favor da inclusão de todos nas competições de skate. 

Eu admiro a coragem dela [de Ricci] de ser quem ela é, não importa o que aconteça, e não consigo nem imaginar quão horrível deve ser receber todo esse ódio de tantas pessoas", afirmou a adolescente. 

"Eu entendo que vocês estão tentando me defender, e eu realmente aprecio isso, mas o skate é um esporte maravilhoso, em que a gente aceita e ama todo mundo, não importa como eles se identificam", concluiu Shiloh, que postou a gravação junto da legenda "Vamos encontrar uma maneira de amar, incluir e respeitar a todos!". 

Confira a publicação abaixo: