Notícias » Brasil

Ator Paulo Gustavo morre aos 42 anos, em decorrência da Covid-19

O interprete de Dona Hermínia estava internado desde março no Rio de Janeiro

Thiago Lincolins Publicado em 04/05/2021, às 22h15

Paulo Gustavo durante evento em 2018
Paulo Gustavo durante evento em 2018 - Getty Images

O mundo do entretenimento recebeu uma triste notícia nesta terça-feira, 4. Isso porque o amado comediante Paulo Gustavo faleceu após complicações ocasionadas pelo novo coronavírus, aos 42 anos.

"Às 21:12h desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da COVID-19 e suas complicações", explica o boletim médico. 

A nota também reforça a confiança que a família teve nos profissionais envolvidos no tratamento do humorista.

"Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", finaliza.

A internação

Paulo estava internado há quase dois meses, quando foi hospitalizado no dia 13 de março. A notícia foi divulgada para o público no dia 15 de março, num comunicado transmitido pela assessoria do artista.

Thales Bretas, que é marido do comediante, chegou a dizer que ele estava melhorando, contudo, o estado de saúde piorou consideravelmente, fazendo com que Paulo fosse intubado por dificuldades na respiração.

"[Paulo] foi sedado e entubado para que a cura consiga se estabelecer nos seus pulmões sem cansá-lo tanto com a falta de ar que o incomodava", explicou Bretas na época. "Estou calmo, confiante e tenho certeza de que será um passo importante para a melhora completa do nosso guerreiro!!! Ele que é jovem, saudável, sem comorbidades e supercuidadoso, está passando por isso”.

Infelizmente, o estado de saúde do interprete da ‘Dona Hermínia’, apresentou uma piora no dia 2 de abril. Assim, Gustavo acabou passando por um tratamento invasivo, feito através de ECMO (oxigenação por membrana extracorpórea), que existe como um pulmão artificial, tratamento que é usado em momentos mais grave.

Estado crítico

O estado de saúde de Paulo Gustavo entrou em estado crítico na última segunda-feira, 3, quando sofreu embolia. Neste caso, acompanhado por insuficiência cardíaca e também lesões cerebrais, como resultado de um fístula broncovenosa, o que seria uma abertura grave entre os pulmões e veias.

Foi constatado que Gustavo chegou a interagir com o marido antes dessa piora no estado de saúde.

"Depois de alguma melhora, Paulo Gustavo subitamente piorou no dia de ontem. A equipe médica emitiu, hoje, novo boletim: Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido", explicou o boletim médico. "À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade".

Paulo deixa o marido e os dois filhos, Romeu e Gael, de 1 ano e 8 meses, além de uma legião de fãs que passaram a acompanhar o seu trabalho a partir da sitcom Vai que Cola, lançado no Multishow. No entanto, foi através da franquia Minha Mãe é uma Peça, que o comediante se tornou um dos maiores nomes do entretenimento brasileiro.